Maldade Divina

27 de set de 2008

O Poeta




O Poeta

Sensível, é o coração do poeta.
Pois, ele, por excelência é apaixonado.
Mesmo tendo a consciência de que irá sofrer.
Não renuncia o que para o poeta é extrema magia.
O amor.
Na sua dor nostálgica, o poeta busca o essencial.
Busca a inspiração para escrever versos de amor.
Não ria!
Porque amar não é loucura do poeta.
O poeta que é louco de amores...
E, amante dos seus sonhos...
O poeta voa solitário.
Voa para saciar a ousadia de seus desejos...
Voa em viagens silenciosas em busca de um beijo da mulher amada.
Ou, voa em busca da luz da lua!
Ou da rima para seus versos.
O poeta voa em busca de fantasias, para poetar sua infinita loucura em versos...
Porque, dessa fantasia depende sua sobrevivência.
Pois, o poeta é um louco!
Louco por um beijo de amor.

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados

Nenhum comentário:

Postar um comentário