Maldade Divina

15 de jan de 2010

Amanhecer




Amanhecer...

Não encontro as palavras adequadas para expressar minha alegria, pelo o amanhecer...
Nem a minha felicidade, ao contemplar a aurora.
Meus olhos se deslumbram com o maravilhoso fenômeno da natureza.
Deslumbram-se, ao ver o sol ante a mais simples magia, surgir no horizonte tímido e delicadamente.
Como astro-rei.
E, majestoso que é.
Raramente se deixa vislumbrar a olho nu.
Quando seus raios multicolores derramam sobre a Terra.
Eu, como uma criança que acaba de ganhar um lindo presente,
Grito!
Eu grito com toda força do meu novo coração.
Amanheceu!
Estou vivo!
Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados