Maldade Divina

29 de out de 2008

Distância


Busco-te!
Porque, essa distância entre nós.
Leva-me à beira do desespero, da loucura!
Porque te amo como ninguém!
Quero-te perto de mim.
Pois já não suporto mais tua ausência, essa distância de mim.
Essa distância entre nós!
É como o céu e a terra.
É apenas uma distância.
Pois entre o céu e a terra!
Tu estás.
Tu!
Que eu busco Incessantemente sob as asas da minha paixão.
Assim como o sol viaja incansavelmente em busca do seu amor, lua.
Busco-te.
Para ter-te em meus braços!
Vou ao teu encontro nos labirintos da imensidão!...
Não ficarei inerte a um sentimento que faz sangrar meu coração
achando que não posso perder-te.
Pois demorei toda uma vida para te encontrar.
Vou lutar bravamente.
Buscar-te.
Porque nenhuma distância vai impedir minha felicidade.
Mesmo que essa felicidade seja só ilusão.

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados

13 de out de 2008

Meu Sonho


Meu Sonho
Meu sonho!
É de poeta.
É um sonho de uma fantasia imensa, de uma utopia.
São ilusões que, na quietude da noite ecoam como um grito!
E se perdem no abismo, como um sonâmbulo liberto em busca dos seus devaneios e anseios.
Em busca dos meus versos imperfeitos, incompreendidos.
Para deter minhas lágrimas e não deixar meu coração fugir de mim.
Fugir vulnerável ao tempo por uma estrada sem rumo!
A procura de você.
Meu sonho de poeta!
É um sonho perverso, angustiado, cheio de ilusões, e decepções.
Debaixo dos meus lençóis, sinto calafrios e lágrimas incontidas.
Quando abro os olhos e você, ao meu lado não está.
É só um sonho.
Um sonho de poeta.

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados