Maldade Divina

13 de abr de 2009

Meus Desejos



Meus Desejos

Consciente da minha loucura por ti.
Transcendo-me, viajo sem destino buscando-te,
a cada amanhecer...
Endoidecido de amor,
dispo-me dos meus pudores e visto minhas fantasias...
Nas minhas fantasias,
liberto meus sonhos das brumas densas e vejo-te sem formas.
Como um rio impetuoso em direção as curvas esculpindo seus caprichos.
Também para um louco de amor não há limites de sonhos...
Pois minha mente voa na inquietude insensível da solidão esculpindo fantasias...
Na minha imaginação poética você é a imagem inocente da sensualidade.
Na minha excitação, minhas mãos não conseguem conter-se para dar-te formas.
Sem cerimônia,
vão te esculpindo em traços profundos e contornos simétricos a sinuosidade dos teus seios.
Desvendando sem obediência teu mistério, teu íntimo.
Teu sorriso delicado,
tua boca perfeita,
teu rosto angelical,
tuas curvas suaves em forma de mulher.
Então,
vejo que você é real.
Linda como uma rosa, preenchendo meus sentidos com teu perfume.
Aflorando meu desejo, meu pecado querendo te possuir...
Porque meu desejo é você.

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados