Maldade Divina

27 de set de 2008

Ah! O Amor


Ah! O amor
Ah!
Como foi bom te encontrar, meu Amor...
Como foi maravilhoso!
Sentir tua presença física e, admirar teu sorriso franco!
Como foi gostoso! Aquecer-me, com o calor deste teu corpo sedutor.
Tocar tua pele macia e, delirar-me de prazer.
Como foi bom!
Sentir a fragrância agradável que exala do teu corpo!
Beijar teus lábios sensuais e, deliciar-me com o sabor dos teus beijos doces.
Ah! Como foi bom te encontrar!
E, admirar tua beleza plástica, conhecer tua beleza interior.
Amor! Como foi bom!
Você já não é mais fantasia dos meus sonhos...
Enfim... Acordei...
Porque você está aqui!
Você está aqui ao meu lado, me amando como eu te amo.
E, como eu te amo me entrego a ti sem me arrepender dos meus atos.
Pois quero viver essa emoção.
A emoção de sentir seus afagos.
A emoção de sentir seus lábios em beijos eróticos e, concretizar nossas imaginações.
Como foi bom te encontrar, meu amor!

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados

2 comentários:

  1. Amei este seu poema. Muito, muito lindo.
    Parabéns.
    Beijo no coração.
    Cida Valadares

    ResponderExcluir
  2. Boa Tarde! PASSANDO POR AQUI PARA PARABENIZA-LO PELO BELO POEMA DE AH O AMOR.... E DESEJAR UM LINDO FINAL DE TARDE... PARABÉNS...
    BJS.

    ResponderExcluir