Maldade Divina

22 de nov de 2008

Ainda Te Amo


Ainda Te Amo

Amei...
Como te amei!

Amei a tua beleza e tua nobreza.
O teu sorriso...
O teu Sorrir.
A luz em teu riso, que sorriu o meu coração.

Amei...
Como te amei!

Amei-te, mais que a mim.
Porque já não sou dono o meu coração!
Pois, ele? Entreguei pra ti.

Amei...
Como te amei!

Amei-te, tanto que,
tua alma de menina fez dos meus dias de angústias, paraíso.
Até meus sonhos eu não sonhei, vivi!
Amei...
Como te amei!

E por ti!
Chorei em segredo, escondi meu pranto enquanto sofri.
Esse amor que minhas cicatrizes limpou.
Mas, Valeu a pena esse amor que vivi!

Amei...
Como te amei!
Hoje, chora triste o meu peito aflito.
Porque, é hora de ir embora, hora de partir!
Amei...
Ah! Como ainda te amo!

Não sei fingir pra mim mesmo que te esqueci.
Só queria mais uma vez, ver teu sorriso...
Antes do adeus!
Um beijo,
só um beijo mais que meus lábios querem te pedir.

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados

12 comentários:

  1. Meu querido Poeta.
    Neste texto sinto uma tristeza imensa nas “entrelinhas”
    O que está havendo?
    Felicidades meu amigo.

    Valquíria Campos

    Floripa - SC

    ResponderExcluir
  2. Margarete Boa Ventura23 de novembro de 2008 17:00

    Meu querido Poeta Irismar.
    Como é prazeroso ler um poema tão lindo.
    Só o coração de um poeta, pode sentir esse amor.
    É uma emoção que emociona.
    Te quero muito bem.

    Margarete Boa Ventura
    Belo Horizonte / BH

    ResponderExcluir
  3. Boa note, Irismar!
    Conheci seu poema através de pps enviado por uma amiga em comum, a Kauramm e ele me pareceu ser uma resposta ao poema escrito por mim, que tomo a liberdade de postar aqui. Achei o máximo essa coincidência!
    Abraços
    RosTe amei
    (Rose Mori)

    Sim, te amei...
    Não te amei como se ama só uma vez na vida,
    porque a vida é uma constante busca do mais.
    Te amei com um amor único,
    porque o amor tem muitas faces,
    todas diferentes entre si...
    Te amei de verdade
    - com a minha verdade -
    Mas,
    daquele amor profundo e insano
    restaram apenas lembranças
    que desfilam pela mente
    como um filme antigo,
    cujas cores o tempo
    se encarrega de esmaecer a cada dia
    que esta distância nos obriga...
    Ecos na memória
    cada vez menos audíveis...
    Algemas se rompendo
    libertando a alma...
    O véu que encobre os olhos
    caindo aos poucos,
    mostrando a realidade bem diversa
    da imaginação tão fértil em criar sonhos,
    para dar rumo à alma solitária
    e alimentar um coração sedento de amor.
    Sim, te amei...
    Amei?

    ResponderExcluir
  4. Poeta querido, quanta emoção senti na belíssima formatação
    De Kauramm.
    Seu texto merecia mesmo um trabalho tão especial.
    Fico maravilhada sempre que leio você.
    Seus escritos vão direto na alma, você sabe como ninguém, ousar as palavras.
    Parabéns!
    Ângela Gusmão

    Vitória - ES

    ResponderExcluir
  5. Oi, Irismar querido
    Acabei de ver um PPS com seu texto (Ainda te amo)
    formatado pela Kauramm
    Nossa! Que maravilha.
    Uma perfeita combinação de musica e efeitos de imagens.
    Além da grandiosidade do belo texto.
    Parabéns aos dois.

    Jacira Navarro

    Goiana - GO

    ResponderExcluir
  6. Meu querido e amado amigo,
    Embora ainda não tenha visto o trabalho da kau sei que que ambos fazem jus aos comentários aqui postados.
    Qualquer sentimento de amor que você nutra por alguém com certeza haverá de ser retribuído em sua essência verdadeira.
    Embora essa essência verdadeira nem sempre possa ser alimentada, o simples fato de ter existido, de existir, ou, mesmo vir a existir vale à pena e justifica todo o abandono do sofrimento do amor que se perdeu.
    beijo em seu coração maravilhoso.
    Cida valadares

    ResponderExcluir
  7. Oi querido poeta.
    Você é mesmo um homem especial.
    Um verdadeiro cavalheiro.
    Mesmo quando termina uma relação.
    Consegue escrever tão magistralmente um poema a sua “amada”
    Como não amar um poeta tão sensível?
    Um beijo

    Vivian Valadares

    NY - EUA

    ResponderExcluir
  8. Olá,Irismar. Tenho recebido regularmente os seus poemas. Você é um poeta esplêndido, rico de amor e de sensibilidade. Obrigada por esses tesouros. Abraços.

    Sylvia Narriman
    www.passagensemarcas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Fiquei emocionada... e sem palavras. Belo poema meu querido poeta...bjo

    ResponderExcluir
  10. Parabéns Irismar. Vasculhei tuas produções e achei maravihosas! Nossa amiga Vera Sequinel foi quem me apresentou teus versos formatados por ela "Ainda te amo".Que Deus te ilumine sempre cobrindo-o de grandes inspirações.Sou poetisa do Recanto das Letras e esta amiga também elaborou um PPS para mim, maravilhoso. Apareça no meu canto, que será um prazer! Abraços, Cida - mv_cid@hotmail.com
    www.cidmay.com

    ResponderExcluir
  11. Irismar

    Fiquei emocionadíssima ao ler seus poemas! quanta sensibilidade, você escreve não só com palavras mas, com o coração quando leio suas obras consigo vivenciar o que escreve é maravilhoso!!!

    Muito Obrigada pelas lindas palavras que deixou no meu blog fiquei encantada, adorei receber sua visita!
    Abraços, Sucesso

    ResponderExcluir