Maldade Divina

25 de fev de 2009

Solidão



Solidão!
Sem aviso me fere o peito.
São tantas!
Que minh`alma parece tatuada com sua dor.
Com paciência indelével aos meus sentimentos.
Ela voa embalada pelo vento no meio da tempestade incomensurável.
Tolerante...
Ou sofrido pela ingenuidade.
Meu coração aventureiro voa em busca da felicidade...
Relutante, a teimosia da solidão insiste em ficar.
Mas, de você.
Felicidade...
Jamais desistirei!
Hei de encontrá-la.
Felicidade!
Venha!
Faça-se presente.
Dê-me sua mão.
Quero fugir da solidão.
Afasta de mim, esse pesadelo que trespassa e me veste a alma.
Vem e preenche esse espaço vazio a espera da paixão...
Não deixa essa solidão doer tanto!
Venha embrenhar em minh`alma, tatuar meu coração.

Irismar Andrade Santiago
Direitos Reservados

5 comentários:

  1. Que bom que sou primeira a cumprimentá-lo e maximizar meus elogios ao grande poeta e escritor que você é.
    Vê como o visito, todos os dias?
    Isso ajuda a minorar a solidão.
    Que essa sua solidão possa ser, brevemente preeenchida por uma grande amor. Aquele que não cederá a nenhum impecilho, aquele que haverá de chegar para preencher os vazios de sua alma e de seu coração.Aquele sobre o qual não haverá desconfianças e muito menos a falta de confiança que, com certeza, é o veneno que mina os relacionamentos.
    Seja feliz. Importe-se com isto verdadeiramente, querido poeta, que a sua poesia há se se enriquecer e nos fará, a todos nós, seus leitores e admiradores, muitos felizes, por certo.
    Carinhosamente,
    Cida Valadares

    ResponderExcluir
  2. Olá Irismar.
    Que solidão braba é essa amor da minha vida?
    Pega um avião e venha até mim.
    Quem sabe eu não seja sua felicidade?
    Rsrsrsrsrsrsrssr Brincadeira meu amigo.
    Tenho por ti um carinho muito grande.
    Só que, essa sua solidão me preocupa.
    Irismar querido amigo.
    Desejo que você encontre no mais breve espaço de tempo essa felicidade que procura.
    Um beijo no seu coração.

    Vivian Valadares
    NY-EUA

    ResponderExcluir
  3. Meu querido Parabéns pelo lindo Blog
    Quanta beleza nos seus poemas.
    Admiro-te muito querido poeta.
    Vi Desejos. Que inspiração?
    Coisa de poeta?
    Felicidades amigo.
    Continue assim inspirador. Poeta.

    Soraya Souza
    Campinas / SP

    ResponderExcluir
  4. Olá Mazinho, lindo poema!Mas,fico preocupado com a solidão....Lembre-se NÃO SEJA SOLITÁRIO! "POIS O SOLITÁRIO BUSCA SEU PRÓPRIO INTERESSE E INSURGE-SE CONTRA A VERDADEIRA SABEDORIA" Pv.18:1 Veja ao seu redor quantas pessoas te ama e quer bem...!
    Jesus te Ama e eu Também.
    Abraço,
    Gilberto

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Lindos poemas como sempre!!!
    Eu tenho uma inclinação a falar de sentimentos tristes em meus textos mesmo sem estar sentindo tristeza naquele momento. Isso acontece com você?

    bjokas

    ResponderExcluir